quarta-feira, 7 de março de 2018

os caminhos da mudança #cerâmica

 Pelo Natal recebi o melhor presente de sempre. A minha maiúscula , que agora tem 8 anos, perguntou-me o que queria receber. Respondi-lhe aquilo que respondo nos últimos tempos aos que ainda me perguntam. Um pacote de barro ou um livro de cerâmica. Nesse dia via-a a preparar algumas coisas e a fazer-me algumas perguntas , como por exemplo o preço das coisas e de quem eram as peças ,que ia descrevendo , das quais se lembrava ter visto na exposição de final do ano lectivo, em Julho. Apesar da minha curiosidade ser mais que muita, abri o presente apenas na noite de Natal. Não estou habituada a ser surpreendida pela positiva, por isso este surpreendeu-me e sobretudo comoveu-me. Por tantas e tantas coisas. Pelo pormenor, pela dedicação, por cada um dos detalhes, pela coragem, pela sua memória , pela sua capacidade de exprimir aquilo que vai de algum modo observando em mim. É também a prova que #aquisoufeliz e isso enche-me de vida. Aqui está ele, para partilhar com aqueles que têm tido a paciência de esperar pelo meu regresso. mas isso fica para outra conversa.

 
Aproveito o embalo e o momento, para também partilhar  uma peça (UAU) que a mini artista fez, durante algumas oficinas de verão em que participou, que é linda e surpreendente e ai se promete ...
 


Sem comentários:

Enviar um comentário